Salvador: Médica será indiciada por crime hediondo e ficará em cela comum
médica-Kátia-Vargas-Leal-Pereira
Durante a coletiva realizada pelo Ministério Público, na antiga sede em Nazaré, o promotor Davi Gallo e o advogado da família de Emanuel e Emanuela, Daniel Keller, mortos na última sexta (11), apresentaram o laudo que atesta o bom estado de saúde da médica acusada de matar os irmaos, Kátia Vargas, de 45 anos. Na oportunidade, foi informado que Kátia será indiciada por homicídio triplo, decisçao baseada em três motivos: homicídio torpe, perigo comum e falta de defesa das vítimas. Com isso não há impedimento para que ela seja recolhida ao cárcere.  Ela está apta a receber todas as sanções da lei e ser recolhida a uma cela comum.
Até sexta-feira (19), o inquérito ficará pronto e ela será processada por homicídio triplamente qualificado. Com informações da repórter Juliana Costa.
COMPARTILHE