Salvador: Professor de jiu-jitsu é preso por dois estupros no Costa Azul

RTEmagicC_professor_jiu_jitsu_estupro_-_divulgacao-ssp.jpg

O professor de jiu-jitsu Carlos Alessandro dos Santos, de 33 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (21) acusado de cometer dois estupros em junho do ano passado. Segundo informações da Polícia Civil, ele violentou uma mulher de 28 anos e uma jovem de 19, portadora de necessidades especiais.

Carlos passou a ser investigado após uma das vítimas denunciar a placa do carro que ele usava para praticar o crime. “As vítimas eram escolhidas aleatoriamente, em locais e horários de pouco movimento, e, usando técnicas de jiu-jítsu, as puxava para dentro do veículo e as estuprava”, explicou Rogéria Araújo, delegada titular da 9ª DT.

O carro usado nos estupros era da mulher do professor, que não sabia dos crimes. Foi ela quem denunciou o marido, após Carlos a ameaçar com agressões físicas. Uma equipe da 39ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) prendeu o criminoso dentro da residência do casal.

As duas vítimas compareceram à 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio) para reconhecer Carlos e o identificaram como o autor do crime. Uma terceira mulher, que também pode ter sido vítima do professor, é aguardada pela polícia para fazer o reconhecimento.

Carlos foi autuado em flagrante pelo crime de ameaça contra a mulher, com quem morou por dois anos, além de ser indiciado pelos dois estupros.  A delegada Rogéria Araújo já solicitou à Justiça uma medida protetiva para impedir que ele fique a pelo menos 300 metros de distância da mulher. O professor foi encaminhado para o Complexo Penitenciário da Mata Escura.

Fonte: Correio.

COMPARTILHE