Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Sequestro relâmpago: PM prende quadrilha e liberta pai e filho

Anderson de Jesus Vieira e Walas Ferreira Santos foram autuados em flagrante
Anderson de Jesus Vieira e Walas Ferreira Santos foram autuados em flagrante

Um homem e o filho vítimas de sequestro relâmpago na madrugada de domingo (18), perto de um hotel na orla norte de Porto Seguro, foram libertados pela Polícia Militar. Suspeitas de envolvimento no crime, quatro pessoas foram detidas em flagrante – duas delas são adolescentes. Armas de fogo, uniformes similares aos do Exército e vasta quantidade de munição, segundo a polícia, estavam com os acusados. Logo que recebeu a informação, a Polícia Militar mobilizou duas equipes, que conseguiram fazer um cerco aos assaltantes na Estrada do bairro Paraguai. Os bandidos preferiram não reagir e libertaram pai e filho – que tinham sido levados em um Gol branco. O carro pertence a uma das vítimas.

Além do armamento e da munição de uso restrito, também foram apreendidos uniformes do Exército.
Além do armamento e da munição de uso restrito, também foram apreendidos uniformes do Exército.
 Durante a prisão, os sequestradores revelaram que guardavam mais armas em uma mata no Quinto Centenário, em Coroa Vermelha, município de Santa Cruz Cabrália. No local indicado foram apreendidos cartuchos de calibres variados, dentre eles Ponto45, uma espingarda calibre 12, uma pistola Ponto40, um revólver 38, um carregador de pistola Ponto40 e blusas camufladas. Anderson de Jesus Vieira e Walas Ferreira Santos foram autuados em flagrante e estão custodiados na 1ª Delegacia Territorial de Porto Seguro. Os adolescentes estão à disposição da autoridade competente. A polícia investiga a participação deles em outros assaltos na orla. (Radar 64).
COMPARTILHE

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Deixe uma resposta

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do UBAITABA URGENTE. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.