ACUSADO DE ESFAQUEAR NAMORADA REATA NAMORO COM A VÍTIMA E É SOLTO PELA JUSTIÇA

A Justiça entendeu, se a jovem resolveu reatar o relacionamento e pretende se casar com ele, não havia razão de mantê-lo nas grades. Ela tinha 12 e ele 14 quando iniciaram o romance.

O acusado Vitor Gabriel Oliveira Mota, que se encontrava preso por ter desferido vários golpes de faca contra sua namorada (foto) no dia 13 de agosto do anos passado no interior da residência do agressor, foi posto em liberdade pela justiça depois de reatar o namoro com a própria vítima. Este fato e a repercussão, inclusive com manifestação na porta do fórum, foi amplamente noticiado pela imprensa.

O advogado do acusado apresentou aos autos do processo uma carta escrita a punho pela vítima confessando seu amor pelo namorado e que pretendem se casar. Para constatar a veracidade da informação, a Promotora de Justiça tomou depoimento da vítima e esta confessou que estava visitando o acusado na cadeia. Diante disso, segundo o Juiz de Direito Gerivaldo Neiva, não havia mais razões para continuidade da prisão preventiva do acusado, que continuará respondendo o processo em liberdade.

Sobre a possibilidade de o acusado cometer novos crimes, o Juiz observou que “exercitar a futurologia para saber antecipadamente se o acusado, primário e de bons antecedentes, voltará a cometer crimes ou agredir a vítima, não é tarefa para um magistrado. Sendo assim, ante a impossibilidade de prever o futuro, não pode o acusado permanecer preso com base apenas neste fundamento, ou seja, na hipótese de voltar a cometer crimes.

A jovem foi esfaqueada, porque seu namorado teria ouvido de amigos que ela estaria lhe traindo. Versão descartada pela mãe de Victor que disse que a jovem é pessoa séria.

Na época do crime até manifestação foi feita por parente e amigos da vitima enfrente ao fórum da cidade. Foto: Calila Noticias

COMPARTILHE