BAHIA – JUSTIÇA CONCEDE PRISÃO DOMICILIAR PARA TRAFICANTE NEM GORDA

Ela é apontada como chefe do tráfico em boa parte do Subúrbio Ferroviário e mandante de pelo menos 30 homicídios

A traficante Maria Lúcia dos Santos Gomes, conhecida como Nem Gorda, foi solta na última terça-feira (20) depois de conseguir uma liminar que lhe concedeu o direito de ficar em casa, em prisão domiciliar. Presa no dia 15 de maio do ano passado durante operação das polícias militar e civil, na localidade do Alto do Tanque, em Periperi, ela é apontada como chefe do tráfico em boa parte do Subúrbio Ferroviário e mandante de pelo menos 30 homicídios, no comando do Bonde da Nem. A concessão do benefício à traficante teria ocorrido em razão de problemas de saúde. De acordo com o juiz Paulo Sérgio Barbosa de Oliveira, que converteu a prisão preventiva em domiciliar, sua decisão está baseada no artigo 318 do Código de Processo Penal, cujo inciso II afirma que “poderá o juiz substituir a prisão preventiva pela domiciliar quando o agente estiver extremamente debilitado por motivo de doença grave”. Informações do Correio.

COMPARTILHE