BAHIA – PM FOI ESQUARTEJADO E PEDAÇOS DO CORPO ESPALHADOS

Renato da Silva de Oliveira foi assassinado com requintes de crueldade, (Foto arquivo pessoal no facebook)

Familiares de Renato da Silva Oliveira, 31 anos, policial militar lotado em Luís Eduardo Magalhães, encontraram no rio Grande, por volta das 03h05, os braços e pernas do PM que foi esquartejado na noite de ontem, 23, em Barreiras, Oeste da Bahia. A cabeça foi achada num canal de esgoto nas proximidades do Colégio Batista e o corpo nas águas do rio Grande, na área pertencente a Universidade Federal da Bahia, na região do loteamento Recanto dos Pássaros.

 O corpo estava despido, totalmente esquartejado, com os braços amputados na altura dos ombros e as pernas decepadas na região do joelho. A vítima ainda apresentava um corte de aproximadamente 40 cm na região da barriga, por onde as vísceras estavam expostas e duas facadas nas costas, altura dos rins. Os membros de Renato foram encontrados aproximadamente 100 metros acima de onde estava o corpo. Suspeita-se que tanto os membros, como o corpo tenham sido desovados no mesmo local e que o corpo tenha descido com a força da correnteza.

 Segundo um dos tios de Renato, ele, acompanhados de primos do PM, pediram a ajuda de um areeiro e subiram as margens do rio em procura dos restos mortais. “Em determinado momento visualizamos no fundo do rio um objeto esbranquiçado. Ao nos aproximarmos percebemos que se tratava dos restos mortais de meu sobrinho”, disse o tio, que não quis se identificar. Na parte da manhã também foi encontrado incendiado o carro do PM. O carro estava às margens da BA 455, rodovia que liga Barreiras a Catolândia, distante cinco KM do centro da cidade.

A cabeça foi achada num canal de esgoto

Os membros de Renato foram encontrados aproximadamente 100 metros acima de onde estava o corpo.

Foi encontrado incendiado o carro do PM que estava às margens da BA 455

O corpo estava despido, totalmente esquartejado, com os braços amputados na altura dos ombros e as pernas decepadas na região do joelho

COMPARTILHE