12 ACADEMIAS SÃO FECHADAS DURANTE FISCALIZAÇÃO NO INTERIOR DA BAHIA
Falta de Educador Físico é o principal problema encontrado pelos fiscais.

Falta de Educador Físico é o principal problema encontrado pelos fiscais.

Academias de Jaguaquara, Maracás e Planaltino foram fechadas após operação de fiscalização feita em conjunto entre o Conselho Regional de Educação Física da Bahia (CREF13/BA), a Vigilância Sanitária e o Núcleo Regional de Saúde, no período de 23 a 27 de setembro. A  fiscalização ainda flagrou quatro pessoas em exercício ilegal da profissão. De acordo com o CREF13 os principais problemas identificados pelos agentes foram a ausência de supervisão de um Profissional de Educação Física nos estabelecimentos esportivos, a falta de registro das academias no CREF, além de estagiários sem contrato e profissionais em desvio de área. Jaguaquara foi a cidade com o maior número de estabelecimentos fechados com um total de seis academias e um estabelecimento de Cross Training.

Foram alvo da operação a Universitária Gold, Star Fitness,  Sport Fitness, Strondow, Cross Movie, Top Fitness e Sol Fit. Ainda em Jaguaquara, quatro profissionais foram flagrados em desvio de área. Em Planaltino duas academias foram interditadas, a Espaço Fitness e outra que o nome não foi divulgado, e uma pessoa foi flagrada no exercício ilegal da profissão. Na cidade de Maracás os estabelecimentos fechados foram três: Menina Mulher, Saúde Fitness e Academia de musculação MM. Na cidade três pessoas foram identificadas no exercício ilegal da profissão. O Conselho Regional de Educação Física da Bahia informou ao Bahia Notícias que as academias devem ter ao menos um profissional formado em Educação Física e apto para a função. (Informações: Bahia Notícias)

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE