MARAÚ: PREFEITURA ESCLARECE DENÚNCIA DE DESCARTE IRREGULAR DE ÓLEO RETIRADO DO MAR

Diante da denúncia de descarte irregular de produto tóxico, a Prefeitura Municipal de Maraú, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, informa que durante uma reunião com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), que ocorreu na cidade de Itabuna, ficou acertado que todo o material retirado do mar seria colocado em um local apropriado no município de Maraú, essa foi à orientação do Instituto. O Governo da Bahia será responsável em remover todo o produto do município para descarte em local apropriado. Isso deve acontecer após licitação para escolha da empresa. A prefeitura informa que o material está sendo colocado em um galpão coberto, no município, como foi orientado pelo INEMA.

Acontece que, algumas pessoas que estavam transportando o referido material acabaram descartando o produto no lixão, o que gerou preocupação e até denúncia por parte da população. Assim que tomou conhecimento do fato, a prefeitura entrou com as devidas providências. Neste momento as máquinas da prefeitura estão removendo o óleo e colocando no galpão, como foi orientado pelo INEMA. Enquanto a verba que foi dita no vídeo que a prefeitura teria recebido, é mentira. Pois, nem o governo Federal ou Estadual ainda não destinou verba financeira nenhuma para tal finalidade. A prefeitura conta com uma equipe de aproximadamente 40 pessoas, espalhadas em grupos monitorando e limpando as praias da Península de Maraú com o apoio de populares, além do apoio do Corpo de Bombeiros, Marinha, Defesa Civil e AMURC. (Ascom/Maraú)

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE