CORRUPÇÃO EM ITABUNA: PREFEITO E VICE ELEITOS SÃO AFASTADOS DA CÂMARA

“Não estou preocupado com esta acusação porque não fiz nada de errado, disse Vane.

Os 13 vereadores da Câmara Municipal de Itabuna foram afastados na quinta-feira (10) do cargo por decisão da Justiça. Entre eles estão os eleitos prefeito e vice nas eleições do último domingo (7), Vane do Renascer (PRB) e Wesceslau Júnior (PCdoB), que tomam posse na prefeitura em janeiro de 2013. Além dos vereadores, 14 funcionários da Câmara também foram afastados. No entanto, a decisão tem caráter liminar e os acusados podem recorrer.

De acordo com informações publicadas no jornal A Tarde, nesta quinta, a intenção do afastamento é impedir que vereadores e servidores atrapalhem as investigações do inquérito que apura supostas irregularidades no uso de diárias de vigem custeadas pela Câmara cujos valores chegaram a R$ 256,3 mil entre 2009 e 2010.

Em  entrevista ao jornal, Vane disse que está tranquilo e que respeita a decisão da Justiça. “Não estou preocupado com esta acusação porque não fiz nada de errado. Não Há ilícito, pois todas as minhas viagens foram comprovadas”, garantiu.

Como o processo ainda está em andamento não existe possibilidade dos novos prefeito e vice não tomarem posse. Se condenados em segunda instância, Vane e Wesceslau ficariam inelegíveis para as eleições posteriores.

Ainda de acordo com a reportagem, há cerca de um mês a Justiça determinou o bloqueio parcial dos bens dos 13 vereadores e 14 assessores parlamentares acusados de mau uso do dinheiro público.

Com o afastamento dos vereadores, os respectivos suplentes assumem os cargos a partir desta quinta. Os 13 novos vereadores são: Nadson Monteiro, Leléu Rodrigues, Pezão, Glebão, Piçarra, Ricardo Xavier, Acilino, Neide de Carlito, Del Galy, Carmem do Posto, Paulo Luna, Júnior Brandão e Rosivaldo Pinheiro.

(Fonte: Bocão News)

COMPARTILHE