DESEMBARGADORA CONSIDERA GREVE DE PROFESSORES DA BAHIA ILEGAL E ABUSIVA

A Justiça da Bahia confirma a ilegalidade da greve dos professores da rede estadual de ensino em julgamento realizado na tarde desta sexta-feira (6). A decisão foi proferida pela desembargadora Deisy Lago Coelho, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), que relatou o processo. Na decisão, ela determina a imediata suspensão da greve, que dura há 87 dias, e dobra o valor da multa diária a ser paga pelo sindicato da categoria em caso de desobediência, de R$ 50 mil para R$ 100 mil.

No despacho da Ação Civil Pública, a relatora afirma que a motivação da greve “não se sustenta”, argumentando que o acordo pleiteado pelo sindicato da categoria, e firmado com o Governo da Bahia, referente ao ensino fundamental e médio estadual, “deve ser linear a partir de 2012, com reajustes especiais somente em 2013 e 2014”. (Fonte: G1.Bahia)

COMPARTILHE