Esportes: Justiça volta a rejeitar pedido de intervenção no Vitória
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

A diretoria do Vitória obteve um triunfo fora de campo nesta segunda-feira (21). Por unanimidade, o Tribunal de Justiça da Bahia rejeitou mais um recurso na ação de intervenção do clube, pleiteado pelo grupo de oposição “Século XXI”. Em decisão de 1º grau, ação foi extinta por ter sido considerada improcedente, mas os autores recorreram. No entanto, a desembargadora Silva Zarif, em agosto deste ano manteve o veredito. “Desta vez, teve o julgamento dos embargos e novamente foi negado provimento ao recurso, decidindo-se por consequência do Vitória”, disse Dilson Pereira Júnior, advogado da agremiação, em entrevista ao Bahia Notícias. A oposição ainda pode entrar com um recurso especial e levar o caso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). “O Século XXI” entende que o pleito eleitoral realizado em dezembro de 2013, em que foi eleito Carlos Falcão para a presidência do clube, teria sido ilegal. O grupo garante que não houve registro da ata que elegeu o Conselho Deliberativo. Como na grande maioria dos clubes de futebol do Brasil, o Rubro-Negro baiano é dirigido bionicamente por presidente escolhido por algumas centenas de conselheiros.

COMPARTILHE