GREVE DA POLÍCIA MILITAR NA BAHIA É CONSIDERADA ILEGAL

A decisão liminar será anunciada pelo procurador Rui Moraes durante coletiva de imprensa às 11h30

A greve da Polícia Militar (PM), deflagrada na ultima terça feira (31)pela Associação de Policiais e Bombeiros da Bahia (Aspra), foi decretada ilegal nesta quinta (2). Em caso de descumprimento de determinação judicial, será aplicada multa diária de R$ 80 mil aos organizadores do movimento.

A decisão liminar será anunciada pelo procurador Rui Moraes durante coletiva de imprensa às 11h30, na sede da Procuradoria Geral do Estado, na Fundação Luís Eduardo Magalhães.

O movimento grevista, que tem adesão de parte do efetivo no estado, reivindica o pagamento da Gratificação de Atividade Policial (GAP 5), a elaboração de plano de carreira, melhorias nas condições de trabalho e remuneração por insalubridade e periculosidade.

A paralisação iniciada pela Aspra ganhou apoio da Associação de Policiais Militares da Bahia (APPM) e da Associação de Sargentos e Subtenentes, após uma reunião na noite desta quarta (1º).

(Bahia Noticias)

COMPARTILHE