IDOSA MORRE APÓS RECEBER CAFÉ COM LEITE NA VEIA

Palmerina Pires Ribeiro, de 80 anos, estava internada há dez dias com infecção renal.

A família de uma idosa que morreu no Posto de Atendimento Médico (PAM) na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, na tarde deste domingo (14), acusa uma estagiária da unidade de aplicar café com leite na veia da paciente por engano. Palmerina Pires Ribeiro, de 80 anos, estava internada há dez dias com infecção renal. Segundo os parentes, o estado da idosa era grave, mas estava consciente e se recuperava bem. A filha da vítima, a dona de casa Ilma Ribeiro, de 54 anos, disse que logo após o erro, a mãe começou a ter convulsões e morreu quatro horas depois. “Ela começou a passar mal muito rápido. A partir daí, minha irmã, que estava com ela no quarto foi olhar o soro e viu que tinha um líquido marrom dentro e, em cima da mesa, ao lado da cama da minha mãe, tinha um copo vazio, que era de café com leite. Assim que ela percebeu o engano, ela começou a gritar, pedindo ajuda, mas nada foi feito”, relatou. O corpo de Palmerina ainda estava no posto por volta das 8h50 desta segunda (15). Em nota, a prefeitura de São João de Meriti informou que uma sindicância foi aberta para esclarecer o caso e que a estagiária e as enfermeiras supervisoras já foram afastadas de suas funções.

(Fonte: G1)

COMPARTILHE