Geddel: “Se eu fosse Governador, o Comandante da PM seria exonerado”
Castro gerou uma “piada pronta”.

Castro gerou uma “piada pronta”.

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) considera inaceitável a conduta do coronel Alfredo Castro, comandante da Polícia Militar da Bahia. Na última quarta-feira, 06, o militar foi assaltado quando fazia exercícios na Orla de Salvador. Castro dispensou a escolta policial e teve o celular roubado. Ontem, no Opaba Praia Hotel, em Ilhéus, o ex-ministro afirmou que o caso é “uma piada pronta”. Segundo Geddel, o simbolismo é muito forte, pois demonstra o fracasso da política de segurança pública do governador. O pré-candidato à sucessão de Wagner disse que ao abrir mão da escolta, Alfredo Castro expôs o governo. Sugerindo ter “pulso firme”, Geddel disse que se fosse governador, o coronel seria obrigado a escorregar pela “tábua de graxa”.(Blog do Gusmão).

COMPARTILHE