Itabuna: Após assassinato, bandidos usam celular da vítima para fazer piadas no WhatsApp
Raomi_vila_zara_itabuna_www.ubaitabaurgente.com.br

Raomi da Praça do Vila Zara tinha 20 anos de idade.

A cidade de Itabuna vem sendo considerada pelos meios de comunicação de todo o estado como a cidade onde se matam mais jovens. Só em 2016 já foram 56 jovens executados a tiros na cidade. Na manhã desta terça feira (26), o jovem Raomi Paixão Monteiro, vulgo “Raomi da Praça do Vila Zara”, 20 anos de idade, foi assassinado a tiros de pistola a queima roupa. O crime aconteceu na Rua X, bairro João Soares. Segundo testemunhas, foram mais de 15 tiros disparados contra a vítima. Raomi tinha envolvimento com o crime e fazia parte da facção conhecida como Raio A. Nas redes sociais o jovem aparece ao lado de vários traficantes fazendo o símbolo da facção com as mãos. Após a morte do rapaz, a PM esteve na casa da vitima no Vila Zara e acabou encontrando drogas, dinheiro, balança de precisão e embalagem para drogas. Raomi tinha varias tatuagens pelo corpo, entre elas, um palhaço, que no mundo da criminalidade é conhecido como símbolo de bandidos que gostam de matar policiais. Segundo o blog Verdinho de Itabuna, os assassinos ainda utilizaram o celular da vítima para fazer piada nas redes sociais após crime. (Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente).

IMG_20160426_121557-600x157

COMPARTILHE