ITABUNA: FIM DE NAMORO DE 3 ANOS PODE TER CAUSADO ASSASSINATO EM CLÍNICA
casal_morto

Adriana foi morta a tiros por Adilson, que depois cometeu suicídio.

Uma jovem que tinha completado 20 anos de idade no dia 28 de abril, cursava Ciências Contábeis na Unime e, ao que tudo indica, apenas queria voltar a experimentar a vida de solteira. Apontada, inclusive, pelos amigos como “uma ótima pessoa”. Essa é Adriana Souza Andrade, recepcionista do CEEP (Centro de Estudos Especializados e Psicanalíticos), que foi morta a tiros numa sala do seu local de trabalho, por volta das 11 horas desta sexta-feira (31), em Itabuna. O autor dos disparos, o mototaxista Adriano José dos Santos, de 25 anos, se matou logo após atingir a ex-namorada. Ele era tido como uma pessoa centrada e cheia de planos para o futuro. Dizia, por exemplo, ter o sonho de montar um negócio próprio.Mas, pelo que supõem os mais próximos, “ele teria ficado transtornado pelo término [recente] da relação”. Homenagens a Adriana começam a ser prestadas pelo Facebook. Numa postagem de foto da vítima, um amigo escreveu: “Será sempre desse modo que nos lembraremos de você: como a portadora de toda essa alegria e leveza. Obrigado por ter existido e sido essa pessoa tão especial em nossas vidas. Saudades eternas”. Fonte: Diário Bahia.

COMPARTILHE