ITACARÉ: PREFEITO PEDE AO ESTADO OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO DA CONCHA
Antônio de Anízio pede ao Estado obras de pavimentação da Concha

Antônio de Anízio pede ao Estado obras de pavimentação da Concha.

Buscar cada vez mais obras, serviços e parcerias que possam promover o desenvolvimento, o crescimento e o fortalecimento de Itacaré. Essa é a proposta do prefeito Antônio de Anízio, que desde a segunda-feira cumpre uma intensa agenda em Salvador para solicitar importantes obras para todo o município. E na tarde desta terça-feira o prefeito se reuniu com o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Nelson Pelegrino, para tratar das obras de pavimentação do bairro da Concha e também sobre o projeto conjunto de destinação dos resíduos sólidos. Para o bairro da Concha o prefeito solicitou a pavimentação das ruas com piso sextavado, deixando o local ainda mais bonito. De acordo com o prefeito Antônio de Anízio, na Concha se concentra um grande número de pousadas e restaurantes, gerando empregos e renda para o município, daí a importância de pavimentar o local para atrair cada vez mais visitantes. A Prefeitura realizou recentemente a pavimentação de mais uma travessa no local, mas o objetivo é contar com o apoio do Governo do Estado da Bahia para melhorar o acesso, garantir a mobilidade e movimentar cada vez mais um dos locais mais procurados pelos Itacareenses e turistas.

Ainda com o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, o prefeito de Itacaré e presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável(CDS) Litoral Sul, Antônio de Anízio, discutiu sobre o apoio da Sedur na elaboração dos Planos Intermunicipais de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. De acordo com o prefeito, o apoio do Governo do Estado é de fundamental importância para que os municípios regionais possam resolver o problema dos resíduos sólidos. Ele explica que há muito tempo os municípios têm tentado uma política para o destino final dos resíduos sólidos. E o apoio do Estado na elaboração do plano se reveste de uma grande importância para atender as exigências do Ministério Público, que obriga os municípios a acabar com os lixões e fazer os aterros controlados. Mas o município sozinho não tem condições para montar o seu aterro sanitário. Daí a necessidade do apoio da Sedur com a proposta de regionalizar e ver qual a melhor formatação que atenda aos municípios e que consiga efetivar a implantação dessa política de resíduos sólidos.

COMPARTILHE