Itajuipe: Prefeita Gilka Badaró quer massacrar o povo

GB

A população de Itajuípe e municípios vizinhos corre risco de ficar sem o Hospital Montival Lucas. A prefeitura suspendeu a verba mensal de R$ 40 mil para a unidade médico-hospitalar há três meses. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região (Sintesi), Raimundo Santana, diz que está preocupado com a decisão da prefeita Gilka Badaró. “Os prefeitos sempre faziam pagamento ao hospital. Era tradição”, reclama o sindicalista. O convênio tem autorização da Câmara de Vereadores e serve para pagar os médicos do hospital até o limite de R$ 60 mil mensais. Há na cidade um clamor para que a prefeita retome o convênio. A própria população começa a questionar porque Gilka gasta R$ 80 mil com a seleção de futebol, fora despesas com torcedores em viagens, mas não libera R$ 40 mil para manter o hospital filantrópico. O hospital tem 70 funcionários, segundo o Sintesi.(Pimenta).

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE