L. EDUARDO MAGALHÃES – RAIO PODE TER CAUSADO MORTE DE TRABALHADOR NA ZONA RURAL

Geovane Batista Cardoso, de 28 anos, morreu na tarde de ontem, sábado, 15, por volta de 14h, após receber uma grande descarga elétrica na residência em que morava com a esposa e um filho de apenas um ano e meio, no povoado da Muriçoca, zona rural de LEM.

De acordo com testemunhas, chovia muito forte quando Geovane chegou em casa. Ainda de acordo com informações, um raio muito forte caiu na comunidade nesse momento. “Estava chovendo muito forte, derrepente um grande raio estremeceu a Muriçoca. Aí só chegou a notícia de que a casa dele estava em chamas”, contou um morador.

Geovane ao chegar em casa, uma pequena construção onde funciona a bomba que abastece a comunidade de água, foi ligar justamente a bomba, coisa que ele fazia pelo menos cinco vezes ao dia. Foi quando uma grande explosão ocorreu.

Geovane foi arremessado para o chão, onde ficou inconsciente. Sua esposa, Edna Gomes de Souza, de 17 anos, também foi atingida dentro de casa que já começou a pegar fogo. Desesperada, a jovem saiu correndo de casa com o filho de um ano e meio nos braços. Edna teve ferimentos pelo corpo e queimaduras na cabeça. Seu filho sofreu algumas lesões uma pequena queimadura na cabeça. Ao sair de casa, no desespero de salvar sua vida e a do filho, Edna não percebeu que o marido estava caído desacordado nos fundos da residência. A mesma foi pedir ajuda para familiares.

Ao acordar e ver a casa pegando fogo, Geovane se levantou rapidamente e pensando que sua esposa e filho ainda estivessem dentro de casa foi desesperadamente tentar entrar na residência. Ao tocar as mãos no portão, acompanhado de seu cachorro, o mesmo levou outra descarga elétrica. Nesta última, ele não resistiu e morreu ainda no local. O cachorro também foi atingido pela descarga elétrica e também morreu. Fonte: Blog do Sigi Vilares.

COMPARTILHE