LEUR JR. DIZ: “A CADA VIAGEM DO GOVERNADOR CAI UM MINISTRO”

“Costumo brincar dizendo que temos um badogue na mão e o governo tem uma metralhadora.

O deputado Leur Lomanto Jr. (PMDB) criticou ontem (14/03) a falta de prestígio do governo baiano junto à presidente Dilma Rousseff e a ausência de uma “voz ativa” que defenda com “veemência” os interesses da Bahia no cenário nacional. Durante entrevista ao apresentador Mário Kertész, na Rádio Metropóle, o peemedebista avaliou de forma negativa a gestão estadual, que segundo ele tem sido marcada por promessas não cumpridas. “O governo vai muito mal. Essa é a sensação que nós temos não só no interior no Estado como também aqui na capital. Nós sentimos uma ausência por parte do governo muito grande. Ontem eu vi que governo e prefeitura estão fazendo um esforço grande para resolver o problema dos suplentes. Quer dizer se faz um esforço grande para resolver essa questão, mas para resolver os problemas de Salvador não? Além do mais, o governador trata Salvador como se a cidade fosse responsabilidade apenas da prefeitura”, disparou. Leur citou a greve da polícia militar, que gerou altos indíces de violência em toda Bahia, além de ter prejudicado o turismo, como uma das questões mal administradas pelo governo. O deputado ironizou as “inúmeras” viagens realizadas pelo governador Jaques Wagner (PT) e a ausência de investimentos na Bahia. “Por enquanto não existe nada de concreto com relação a essas viagens. Ao contrário, pois cada vez que o governador viaja, um ministro cai. É muita promessa e nada há de produtivo. Falta uma voz mais ativa nesses episódios”, disse fazendo comparação com a atuação do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, durante a ameaça de demissão do ministro da Integração, Fernando Bezerra.

(Lílian Machado)

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE