POLÍTICA – APESAR DE NAMORO COM KERTÉSZ, PMDB NÃO DESCARTA NOME DE GEDDEL PARA 2012

Ele só entraria na disputa, porém, caso fracasse o projeto de filiação de Kertész e os chamados “planos Bs”

Apesar dos apelos para que o radialista Mário Kertész assuma a candidatura à Prefeitura de Salvador pelo partido, o PMDB ainda não descartou completamente a possibilidade de lançar o nome do vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel Vieira Lima, à sucessão municipal de 2012. Ele só entraria na disputa, porém, caso fracasse o projeto de filiação de Kertész e os chamados “planos Bs” da legenda, representados pelo ex-secretário municipal de Serviços Públicos, Fábio Motta, e ex-deputado federal Marcelo Guimarães Filho, não consigam ir eleitoralmente muito longe.Com um programa de rádio, Motta tem feito o máximo para potencializar a inserção que conseguiu em determinas faixas da população de Salvador no período em que foi secretário. Já Guimarães Filho se esforça para que sua gestão à frente do Esporte Clube Bahia lhe garanta também dividendos eleitorais. A perseverança dos dois, entretanto, estaria longe de lhes garantir qualquer segurança com vistas a 2012, motivo porque a candidatura do ex-ministro é pensada como uma hipótese mais do que viável pelos políticos do partido que circulam mais proximamente a ele.“Se o plano Kertész não der certo, nossos quadros não se viabilizarem e não houver unidade, a alternativa será Geddel”, diz uma fonte próxima a ele e a seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, que também comanda o PMDB na Bahia. Informações do site Politica Livre.

COMPARTILHE