RADIALISTA MUÇÃO É PRESO ACUSADO DE INTEGRAR REDE QUE DIVULGAVA PORNOGRAFIA INFANTIL

O humorista e radialista Rodrigo Vieira Emerenciano, o Mução, famoso por seu programa de humor veiculado em várias emissoras do Brasil, é um dos presos da operação DirtyNet, deflagrada pela Polícia Federal, contra pornografia infantil. O radialista foi preso no bairro de Meireles, em Fortaleza, no Ceará, onde mora atualmente. Ele é filho de Lina Vieira, ex-secretária da Receita Federal.

A prisão temporária de Mução é de cinco dias e pode ser prorrogada. Segundo a PF, devido às provas já obtidas em e-mails durante as investigações, pode ser estendido para prisão preventiva. Na Bahia, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão. Ao todo, serão cumpridos 50 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão na Bahia e nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Ceará, Pernambuco, Maranhão, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal.

De acordo com a Polícia Federal, agentes cumprem desde o início desta quinta-feira (28) a operação DirtyNet na capital baiana. Computadores e arquivos contendo cenas de adolescentes, crianças e até bebês em contexto de abuso sexual são alvo da operação.

COMPARTILHE