UBAITABA: “QUALQUER HOMEM APAIXONADO SERIA CAPAZ DE MATAR”, DISSE ADVOGADO DE IVAN

advogados_defesa_ivan

Redação Ubaitaba Urgente

Os dois advogados alegaram durante todo o júri  que Ivan Souza sofreu uma perturbação mental durante o período do crime. “Ivan não estava com suas faculdades mentais normais no momento em que matou sua namorada Daniela com um tiro na cabeça e outro no peito a queima roupa, disse um dos advogados do réu. O criminalista disse ainda, que qualquer homem apaixonado seria capaz de praticar tal ato.

COMPARTILHE