UBATÃ – DEPOIS DA MICARETA EDSON NEVES É AFASTADO PELA CÂMARA

Dentre as denúncias imputadas contra o prefeito Edson Neves estão o descaso com o hospital municipal

A Câmara de Vereadores de Ubatã afastou, em sessão realizada no início da noite de hoje (21), o prefeito Edson Neves (PSD) e o vice-prefeito Roberto Pazzy (DEM) por 90 dias. Esta é a segunda vez em menos de um ano que o legislativo ubatense afasta o alcaide, a primeira ocorreu em junho do ano passado.

Dentre as denúncias imputadas contra o prefeito Edson Neves estão o descaso com o hospital municipal, dos PSFs e postos de saúde, alugueis atrasados e contas de água e energia atrasadas. Já contra o vice-prefeito Roberto Pazzy pesa o fato de o vice-gestor não residir no município, conforme reza a Lei Orgânica Municipal.

A Ação Civil Pública movida na última semana pelo Ministério Público pedindo o cancelamento da Micareta da cidade também foi utilizada para fundamentar as denúncias contra o prefeito Edson Neves. A Câmara criou três Comissões, duas Parlamentares Processantes e uma Comissão Especial de Inquérito (CEI).

A Câmara alegou que o afastamento do prefeito e do vice-prefeito se deu para que os gestores não atrapalhem os trabalhos de apuração das Comissões. A votação foi 8 x 0, pois a presidenta da Casa, Cássia Mascarenhas (PMN), que assumirá o mandato, foi impedida de votar por ser parte interessada. A posse da prefeita ocorrerá amanhã. Fonte: Ubata Noticias

COMPARTILHE