UBATÃ: COMERCIANTES FAZEM ATO EM FRENTE AO FÓRUM E PEDEM REABERTURA DO COMÉRCIO

Foto: Reprodução/Ubatã Notícias

Dezenas de comerciantes vinculados à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ubatã e à Associação comercial empresarial e serviço de Ubatã (ACESU) realizaram, no final da manhã desta quarta-feira (22), um ato em frente ao Fórum Clériston Andrade solicitando a retomada do funcionamento dos estabelecimentos que prestam serviços de caráter não essencial.

O Ato, que contou com a utilização de carro de som, ocorre após o Ministério Público (MP) encaminhar ofício à gestão municipal solicitando informações sobre o funcionamento desse tipo de serviço. Além do ato, os comerciantes protocolaram, via canal online, um Ofício solicitando ao Ministério Público o funcionamento dos comércios vistos como de natureza não essencial.

No texto, CDL e ACESU solicitam a retomada dos serviços e propõem algumas medidas, a exemplo de uso obrigatório de máscaras por funcionários e clientes, limite de horário de funcionamento, limitação quantidade de pessoas nos estabelecimentos, higienização constante de equipamentos e espaços.

O texto do ofício lembra também o difícil momento vivido no país por conta da pandemia, o que coloca a vida das pessoas em risco, mas ressalta que a condição dos comerciantes que prestam serviços não essenciais é de certa forma desesperadora, pois a situação tem tirado deles a condição de sobreviver, de sustentar suas famílias e de manter empregos.

Ofícios também foram protocolados na Câmara de Vereadores e na Prefeitura de Ubatã. O Ministério Público ainda não se manifestou. (Informações: Ubatã Notícias)

COMPARTILHE