Ubatã: Presidente da Câmara é acusado de desviar “dinheiro público”
DSC_2225

Nino Maragon é acusado de desvio na primeira semana do mandato.

O presidente Jaquison Mendes Brito, Nino Maragon (PDT), terá muito o que explicar no Ministério Público Estadual (MPE), Justiça e Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Documentos e depoimentos revelam indícios de que o vereador iniciou esquemas para desviar dinheiro público logo na primeira semana de mandato como presidente do Legislativo de Ubatã. Uma das primeiras medidas de Jaquison Mendes foi alugar dois veículos. A dispensa de licitação 007/2013 foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 3 de janeiro, dois dias depois da posse. Na homologação foi informado que o aluguel dois veículos, o Fiat Uno Way, de placas OKO-1839, e o Fiat Uno Mille, de placas NTI-0494, 2013, custaram R$ 5 mil. Os carros, segundo o presidente, foram locados na empresa Jeane Soraia Lopes Lopes Caminha. Mas, segundo consulta no Detran, os carros pertencem a Lilian Costa dos Santos e Vanessa Machado Gomes. “Esses veículos nunca foram vistos à serviços da Câmara”, denuncia o vereador Gabriel Nascif. (A Região)

COMPARTILHE