Ubaitaba: Trabalho de combate à esquistossomose no município será modelo
Patrick Gomes (1º à esq.), José Carlos Lona e parte da equipe da SESAU ||Foto: Ascom

Patrick Gomes (1º à esq.), José Carlos Lona e parte da equipe da SESAU ||Foto: Ascom

O trabalho de combate à esquistossomose desenvolvido pela Secretaria de Saúde de Ubaitaba (Sesau) foi apresentado  no Encontro da Macrorregião Sul sobre Doenças de Transmissão Vertical realizado na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) nesta semana e apontado como modelo para outros municípios. No evento, promovido pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o técnico de Controle de Endemias de Ubaitaba,  Patrick Gomes, foi um dos palestrantes. As ações de campo executadas pelos agentes de controle às endemias foram relatadas na palestra “Experiência do Município de Ubaitaba no Controle da Esquistossomose”. Ao destacar o trabalho da equipe, o secretário de Saúde, José Carlos Lona Almeida, disse que nos últimos dois anos e três meses a administração da prefeita Suka Carneiro deu o suporte necessário.

“Atualmente temos oito funcionários e os materiais para o efetivo controle. O resultado é que no ano passado nenhum óbito foi registrado”, afirmou. A diretora do Núcleo Regional Sul da Sesab, Mariza Eduane, destacou as ações da Sesau de Ubaitaba. Para ela, foi importante compartilhar o trabalho com outros municípios regionais por ser um modelo eficiente “O que foi mostrado aqui servirá de modelo, contando com o nosso apoio e elogio, por diminuir o índice e a prevalência do Schistosoma na região do Rio de Contas, que tem elevado índice de infestação do verme Schistosoma responsável pela esquistossomose, uma parasitose grave que causa milhares de mortes por ano”, declarou.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE