BARALHO DO CRIME AUXILIA NA LOCALIZAÇÃO DE CRIMINOSOS HÁ 8 ANOS
Foto: Vitor Barreto

Foto: Vitor Barreto

O Disque-Denúncia é um dos canais de comunicação utilizados pela Secretaria da Segurança Pública, que há 13 anos ajuda a localizar criminosos e desaparecidos em toda Bahia, através dos números (71) 3235-0000, para ligações de Salvador, e 181, para chamadas do interior do estado. Há oito anos, o recurso recebeu o reforço do Baralho do Crime, ferramenta que mostra, em ilustrações de cartas de baralho, os bandidos mais procurados do estado. Desde o lançamento, o baralho já auxiliou na captura de 123 pessoas e localizou outros 44, que em confronto com as polícias Militar e Civil não resistiram e morreram. Com todas as atualizações, acumula 227 substituições de cartas. Para que um criminoso tenha o rosto estampado no Baralho do Crime é preciso que haja solicitação das delegacias. “Os principais requisitos para um criminoso entrar no Baralho do Crime é a qualificação, geralmente são autores de crimes hediondos, aqueles que têm maior gravidade, a exemplo de homicídio, tráfico de drogas, latrocínio, entre outros”, disse o coordenador do Disque-Denúncia, Luís Melo. Para o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado José Bezerra, o Baralho do Crime é uma ferramenta essencial para desvendar os casos. O DHPP tem diminuído seu tempo resposta através dessas denúncias, levando no máximo 30 minutos para checar as informações.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE