CAMACAN: ADOLESCENTE DE 12 ANOS É PICADA POR COBRA E MORRE APÓS SER LIBERADA DE HOSPITAL

Menina foi picada por cobra e morreu 14 dias após | Foto: Arquivo Pessoal

Uma garota de 12 anos morreu na segunda-feira (5), cerca de 14 dias após ter sido picada por uma cobra em Camacan. Ela foi picada no dia 22 de julho, recebeu atendimento médico e foi liberada. Quatro dias depois, a menina passou mal novamente, foi internada, mas não resistiu e morreu na UTI do Hospital Manoel Novais em Itabuna. De acordo com a família da adolescente, Pamela Costa Gomes foi picada quando brincava na casa de uma amiga, no centro de Camacan. A cobra foi capturada. Pamela morava em Porto Seguro com a mãe, mas estava de férias e veio passar uns dias com o pai, Manoel Gomes Souza. Manoel contou que após a menina ser picada, a levou para a Fundação Hospitalar de Camacan, mas que na unidade não tinha o soro antiofídico usado em casos de picadas de animais peçonhentos.

O homem, que só tinha Pamela como filha, disse ainda que a adolescente tomou soro comum por cerca de 1h30 e, em seguida, foi liberada. Por meio de nota, o hospital informou que Pamela recebeu atendimento básico necessário para o caso. Informou que a unidade de saúde solicitou o soro antiofídico ao município, que tem total responsabilidade de armazenamento do mesmo, mas que na ausência do soro, houve o acionamento de transporte para transferência. Informou também que houve uma negociação entre familiares e responsável médico para manter a paciente em observação na instituição. A paciente teria recebido alta hospitalar após ausência de sintomas, apresentando apenas edema no membro inferior esquerdo. Do G1/Bahia

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE