Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

CIVIL PRENDE 3 NA BAHIA EM OPERAÇÃO INTERNACIONAL CONTRA EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTIL

Foto: Divulgação / SSP-BA

Uma operação para identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet foi deflagrada na Bahia e outros 17 estados, além de cinco países (Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Panamá e Equador), nesta quarta-feira (9). A Operação Luz na Infância cumpre 176 mandados de busca e apreensão.

A operação foi deflagrada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e conta com apoio das Polícias Civis dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pará, Espirito Santo, Rondônia, Mato Grosso, Paraná, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Alagoas, Piauí, Bahia, Maranhão, Rio Grande do Sul e Amazonas.

A Polícia Civil prendeu três pessoas em Salvador e no interior do estado nesta quarta-feira (9) durante a operação Luz na Infância que investiga crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet. A ação foi deflagrada na Bahia e outros 17 estados, além de cinco países (Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Panamá e Equador).

Em Salvador o mandado foi cumprido no bairro do Bonfim e o suspeito de 60 anos teve a prisão em flagrante lavrada na especializada Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca). No interior as prisões foram em Santo Antônio de Jesus e Alagoinhas de suspeitos com 32 e 43 anos foram presos em flagrante. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), durante as buscas foram apreendidos notebooks, CPUs, HDs, pendrives e celulares. Os materiais devem ser encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT). (Com informações do BN)

COMPARTILHE

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Deixe uma resposta

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do UBAITABA URGENTE. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.