‘DOENÇA DO POMBO’ MATA EMPRESÁRIO E CINEGRAFISTA EM SP
O Cinegrafista e o empresário estavam com a 'Doença do Pombo'.

O Cinegrafista e o empresário estavam com a ‘Doença do Pombo’.

Um cinegrafista de 43 anos e um empresário de 56 morreram no último mês. em Santos (SP), por conta da criptococose, conhecida como “doença do pombo”. As informações são do G1. José Wilson de Souza morreu em 18 de julho e o cinegrafista Mauro Sérgio Gil Senhorães faleceu no dia 23 do mesmo mês. Eles ficaram internados em hospitais diferentes por quatro meses, com os mesmos sintomas. Familiares contaram que ambos eram sadios e ativos até que começaram a demonstrar sinais da doença. Os sintomas de ambos incluia dor de cabeça, tontura, febre, falta de ar e cansaço. É comum que se confunda a doença com uma gripe mais forte. O quadro vai se agravando e no final o empresário chegou a ficar em coma.

A doença é uma infecção causada por fungos que se espalham nas fezes de pombos e em ocos de árvores. Pelo ar, os fungos podem ser inalados pelas pessoas e, instalados no pulmão, atingem o sistema nervoso central. O risco é maior em ambientes fechados. A reprodução rápida dos pombos pode dificultar o controle da doença. A Secretaria de Saúde de Santos diz que a doença não tem notificação obrigatória, seguindo os protocolos atuais, e por isso não há dados sobre ela. Mesmo assim, diante dos dois quadros conhecidos, a prefeitura diz que está fazendo ações educativas para prevenção e controle das pragas urbanas. É possível solicitar fiscalização em áreas e imóveis com grandes concentrações de pombos. Do G1

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE