ITAJUÍPE: DONO DE VIDRAÇARIA SOME DEPOIS DE APLICAR GOLPE EM CLIENTES
Dono de vidraçaria some depois de receber dinheiro de clientes.

Dono de vidraçaria some depois de receber dinheiro de clientes.

A Polícia Civil em Itajuípe instaurou inquérito para investigar denúncias contra o dono da ES Vidraçaria, que sumiu da cidade depois de receber o pagamento adiantado por serviços de instalação de janelas, portas e box para banheiro. Entre as vítimas do golpe está a recepcionista Jéssica Souza, que conta ter pago, à vista, R$ 1,7 mil por porta, janela e box de vidro que deveriam ser instalados na casa dela, mas isso não aconteceu.

Jéssica relata que falou com o dono da loja no dia 6 deste mês e ele prometeu que a encomenda dela chegaria naquele mesmo dia. A recepcionista relata que, como a promessa não foi cumprida, retornou à loja no dia seguinte, mas encontrou o estabelecimento fechado. “Quando foi no sábado (7), vizinhos do homem disseram que ele parou o caminhão na porta, colocou tudo em cima do caminhão e foi embora”, relatou em entrevista à TV Santa Cruz.

MAIS VÍTIMAS

A cunhada de Jéssica, a auxiliar de produção Bianca Ribeiro também reclama ter sido vítima do golpe. Ela conta que em agosto pagou R$ 1,2 mil por uma porta de vidro que seria instalada em sua casa, o que não ocorreu. “A gente trabalha bastante para ter as coisas, e acontece isso. É triste”, lamentou. A dona de casa Maria Raimunda Torres foi outra que se queixa de ter ficado no prejuízo. “Ele [dono] me garantiu que de 20 dias a um mês chegavam os produtos, e que eu precisa pagar logo para ele entregar o box. Paguei à vista e, quando liguei, uma moça atendeu dizendo que estavam faltando uns kits, que não tinham chegado por causa da pandemia”.

De acordo com a Polícia Civil, até o momento foram registradas seis ocorrências. Além de vítimas de Itajuípe, a polícia tem informações de que moradores de outros municípios também caíram no golpe. Em Almadina, por exemplo, uma cliente pagou R$ 2,2 mil à vista e não recebeu os produtos. O suspeito foi identificado pelo prenome de Elinaldo. O golpe é investigado pelo delegado Marlos Macedo. Blog do Pimenta com informações da TV Santa Cruz

COMPARTILHE