CABRAL ADMITE COMPRA DE VOTOS PARA RIO SEDIAR OLIMPÍADAS EM 2016
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) admitiu que intermediou a compra de votos junto a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI), para que o estado sediasse os Jogos Olímpicos de 2016. As informações são do portal UOL. De acordo com a reportagem, Cabral afirmou em depoimento ao juiz federal Marcelo Bretas, nesta quinta-feira (4), que, entre os votos comprados, está o do nadador Alexander Popov, quatro vezes medalhista olímpico. Segundo o delator, nove dos 95 membros votantes foram comprados ao todo por US$ 2 milhões. O depósito foi feito no exterior, em 2008, pelo empresário Arthur Soares – conhecido como Rei Arthur, devido ao fato de ser o maior fornecedor de mão de obra do estado – ao presidente da Federação Internacional de Atletismo, Lamine Diack, que distribuiria o dinheiro aos membros comprados. Cabral e Soares -o empresário está foragido- são réus no processo oriundo da Operação Unfair Play, desdobramento da Lava Jato no Rio. Ainda de acordo com a reportagem, o ex-governador revelou que Eduardo Paes (hoje no DEM, na época no MDB), ex-prefeito do Rio, e os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Michel Temer (MDB) sabiam da negociação. (UOL)

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE