JUSTIÇA MANDA SOLTAR EMPREITEIRO CONDENADO EM 2ª INSTÂNCIA NA LAVA JATO
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

O desembargador Cruz Macedo, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, determinou ontem (8) a soltura do ex-vice-presidente da empreiteira Mendes Júnior, Sérgio Cunha Mendes. De acordo com o G1, a defesa do ex-executivo havia pedido à Vara de Execuções Penais, em Brasília, a libertação imediata de Júnior Sérgio, após o Supremo Tribunal Federal (STF) entender que condenados em segunda instância podem aguardar em liberdade o fim do processo. Ontem (8) a juíza Leila Cury, responsável pelo caso, chegou a solicitar parecer ao Ministério Público no prazo de cinco dias. No entanto, a defesa do empreiteiro recorreu ao TJ, uma vez que o único motivo da prisão era a condenação em segunda instância.  Cunha Mendes foi condenado pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Ele está preso desde agosto do ano passado.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE