Política: Petroleiro baiano indiciado pela Lava Jato foi doador de Dilma e Rui Costa

002

O petroleiro baiano, Armando Trípodi, conhecido como Bacalhau, indiciado pela Polícia Federal, na última quarta-feira (23), é um dos doares oficiais das campanhas da presidente Dilma Rousseff e do governador da Bahia, Rui Costa, em 2014. De acordo com a coluna Satélite, do jornal Correio, Trípodi chefiou o gabinete da Petrobras durante a gestão de José Sérgio Gabrielli. Trípodi doou R$ 10 mil para o caixa de Dilma em 2 de setembro. Para isso, usou o próprio cartão de crédito. Antes, em 22 de agosto, destinou outros R$ 10 mil para Rui, por meio de cheque. Em eleições anteriores, Trípodi também mostrou generosidade com os companheiros petistas. Candidato derrotado a prefeito de Salvador em 2012, o hoje secretário estadual de Turismo, Nelson Pellegrino, recebeu R$ 13 mil do braço-direito de Gabrielli na Petrobras. Já em 2010, os repasses foram mais modestos: R$ 2 mil para a candidatura de Rui a deputado federal. Todas as doações foram registradas na Justiça e consideradas legais pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

COMPARTILHE