DENÚNCIAS DE CANDIDATURAS LARANJAS AGITAM A POLÍTICA DE UBAITABA
Foto: Aleilton Oliveira/Reprodução

Foto: Aleilton Oliveira/Reprodução

O Ministério Público (MP) investiga a possibilidade de candidaturas laranjas na disputa municipal de novembro deste ano em Ubaitaba. Os casos giram em torno da fraude de candidaturas femininas para atingir o percentual mínimo por gênero estabelecido pela legislação eleitoral, que é de 30% para homem ou para mulher. Criada para equilibrar a participação feminina em disputas proporcionais, a nova legislação eleitoral, através da Lei das Eleições, que também trata das cotas de gênero, é frequentemente desrespeitada. A denúncia foi feita na justiça pelos os ex – candidatos Binho Bonifácio (PDT), Welton Ribeiro (PDT), Negão de Faisqueira (MDB) e Leomí do Novo Olímpia (MDB). Os quadro denunciantes contrataram para suas defesas o advogado, Drº Manoel Nunes, de Salvador.

ZERO VOTO

Com objetivo de identificar possíveis ilícitos, o Ministério Público utiliza, inclusive, as redes sociais para pesquisar como se deu a conduta de possíveis candidaturas que, na prática, não existiam. Entrevistado pelo radialista Jackson Cristiano, o advogado Manoel Nunes disse que na prática, as candidaturas chamadas “laranjas” existem apenas para cumprir a cota mínima de mulheres, o que caracteriza fraude. Em diversos casos, não há sequer movimentação financeira nas contas apresentadas pelos partidos, nem confecção dos santinhos com o número das candidatas. Em uma das suspeitas, uma candidata do PSD de Ubaitaba, estaria nas redes sociais, pedindo voto e divulgando fotos ao lado de um outro candidato a vereador. Nesse caso específico, a candidatura não obteve nenhum voto. A punição para esse tipo de conduta é a cassação de todos os candidatos eleitos em uma legislatura através do partido que cometeu a fraude.

PDT

O presidente do PDT de Ubaitaba, conhecido popularmente como ‘Miguel da Juíza’, declarou na semana passada ao site UBAITABA URGENTE, que não autorizou a nenhum dos filiados do partido a entrar na justiça requerendo vaga de ninguém, e que na verdade foi enganado ao assinar uma procuração, e que os denunciantes são os ex – candidatos Binho Bonifácio (PDT), Welton Ribeiro (PDT), Negão de Faisqueira (MDB) e Leomí do Novo Olímpia (MDB). “O PDT não fez nenhuma denúncia na justiça para prejudicar ninguém, infelizmente utilizaram uma declaração minha assinada em 2020 e entraram na justiça com a denúncia. Inclusive os dois membros do PDT, que se sentem prejudicados, agiram contra minha vontade”, disse o presidente do PDT. Os quatro vereadores contrataram para suas defesas, o renomado advogado Drº Manoel Nunes, de Salvador.

PSD E PSB

Os partidos denunciados são o PSB e o PSD, que jutos fizeram 4 dos 11 vereadores: Suza Ribeiro (PSB), eleita com 325 votos, Robinho do Armandão (PSB), eleito com 293 votos, Ze Nilton (PSB), reeleito com 298 votos, e Rafael Buiquinho (PSD), eleito com 215 votos. Rafael Buiquinho  e Robinho do Armandão disseram que estão tranquilos e que a justiça de Deus prevalecerá. A redação do site Ubaitaba Urgente não conseguiu conversar com os vereadores Ze Nilton e Suza Ribeiro. (Redação: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

COMPARTILHE