Ubaitaba: Bêda “interpela judicialmente” vereadora Sueli Carneiro (Suka)
IMG-20150426-WA0037_resized

Drº Carlos Pimentel e o Prefeito Bêda I Foto: Ubaitaba Urgente

O prefeito de Ubaitaba Asclepíades Almeida, o popular Bêda (PMDB), através de seu advogado, Drº Carlos Pimentel, interpelou, na última sexta-feira (24/04), a vereadora Sueli Carneiro, a popular  Suka (PR), por ter lhe acusado de enriquecimento ilícito, sangria do erário público e utilização de carros fantasmas para justificar alguns abastecimentos da frota da prefeitura no Posto do Lago. De acordo com o advogado Carlos Pimentel, a prática da vereadora Suka, pode configurar injúria, calúnia e difamação. Ele [Carlos Pimetel] acredita que a vereadora não tenha como provar tais acusações contra seu cliente. Inclusive, a matéria com acusações de Suka, foi veiculada no site Bahia Noticias. (Ubaitaba Urgente).

NOTA EMITIDA PELO PREFEITO AO SITE BAHIA NOTICIAS

IMAGEM_NOTICIA_5 (1)

Bêda e a Vereadora Suka I Foto: Ubaitaba Urgente

Bêda disse que as informações contidas no Sistema Integrado de Gestão e Auditoria (SIGA) do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que são objeto da denúncia, “naturalmente” podem “conter informações imprecisas”. Na defesa, o gestor dá como exemplo, que veículos tipo patrol, retroescavadeiras, tratores, “somente terão seu consumo recepcionados pelo Siga se lhes forem atribuídas identificações fictícias, conforme orienta o próprio TCM. Bêda também recusou a acusação de superfaturamento e citou uma suposta aprovação do TCM: “Após, realizada análise da despesa com combustíveis levando em consideração o volume total adquirido (gasolina e diesel), a frota utilizada de 70 (setenta) veículos (próprios e locados), e uma utilização em 25 dias por mês não se identificou despesa excessiva pelo fato do consumo médio por veículo atingir 28,26 litroscarrodia.” Em relação à acusação de superfaturamento em benefício de um posto que seria de familiares (Posto do Lago), Asclepíades de Almeida declarou que os familiares “jamais estiveram à frente das atividades comerciais da empresa”, fato que seria de conhecimento da população. Fonte: Bahia Noticias.

COMPARTILHE