Ubaitaba: Mulher espera 7 horas por atendimento dentro de ambulância e desiste
Jovem padece por atendimento na porta do São Lucas. Foto: Radar Noticias

Jovem padece por atendimento na porta do São Lucas. Foto: Radar Noticias

O caso de uma paciente recusada no Hospital São Lucas, em Itabuna, nesta sexta-feira (26), chamou a atenção dos pacientes e acompanhantes presentes no local. Cleidiane Pereira Carvalho, de 30 anos, sofre de elefantíase e desenvolveu problemas renais graves. Ela foi encaminhada do Hospital São Vicente, em Ubaitaba, para o São Lucas, mas o hospital negou atender sem o encaminhamento da Secretaria de Saúde da prefeitura da cidade.
Mãe de Cleidiane fica revoltada com a negligencia.

Mãe de Cleidiane fica revoltada com a negligencia do Hospital.

Dentro de uma ambulância, Cleidiane, que é mãe de duas meninas de 12 e 13 anos, esperou quase 7 horas por atendimento, chegando ser encaminhada ao Hospital de Base, onde foi informado que o caso dela deveria ser tratado no São Lucas. Após a espera, a família desistiu e voltou para Ubaitaba sem atendimento.
Cleidiane sofre de elefantíase e problemas renais graves.

Cleidiane sofre de elefantíase e problemas renais graves.

A Secretaria Municipal de Saúde em Ubaitaba, conseguiu transferir a mulher para o Hospital Prado Valadares em Jequié no mesmo dia em que tomou conhecimento do caso, sendo que a responsabilidade de transferência do paciente não seria da Secretaria e sim do próprio hospital de Ubaitaba. Cleidiane foi transferida ainda no sábado (27). A mãe da jovem, Maria Máxima de Carvalho, 56 anos, ficou indignada com o descaso e a falta de respeito do São Lucas.
Pacientes
Os enfermos que procuraram atendimento no São Lucas nesta sexta-feira (26) reclamaram da demora no atendimento. Muitos pacientes estavam esperando há pelo menos 6 horas por atendimento médico. Com a chegada da imprensa ao local, por volta das 20h20, muitos pacientes foram passados para uma segunda recepção no interior da unidade hospitalar. Texto: Radar Notícias
COMPARTILHE