Senador Romário teria ocultado bens para burlar dívidas milionárias

Aspirante ao governo do Rio de Janeiro, o senador Romário (Podemos-RJ) teria ocultado imóveis e um veículo de alto padrão para burlar dívidas milionárias. O patrimônio em questão seria composto por dois apartamentos na Barra da Tijuca, uma casa em condomínio de luxo do mesmo bairro e um carro Porsche Macan Turbo – todos estiveram ou estão em nome de terceiros, como no da irmã de Romário, Zoraidi de Souza Faria, e são avaliados em R$ 9,6 milhões.  Segundo levantamento compilado pelo jornal O Globo, que publicou as informações, o ex-jogador e duas de suas empresas estariam devendo R$ 36,7 milhões à União, a outras companhias e a pessoas físicas. Em despacho expedido em outubro do ano passado pela 4ª Vara Cível da Barra, a juíza Érica de Paula Rodrigues da Cunha afirma que não é preciso “maior dilação para se concluir pela ocultação de patrimônio para fraudar credores”. Em resposta às informações de O Globo, Romário diz que tem dívidas (“como qualquer outro cidadão”) e que elas vêm sendo quitadas ao longo dos anos. Alega também que todo seu patrimônio vem sendo declarado à Receita Federal (“Totalmente dentro da legalidade”), que sua empresa de marketing – a Romário Sports – tem a irmã como sócia (“Portanto, todo patrimônio declarado em seu nome é compatível com sua renda”) e que a matéria estaria sendo usada politicamente.

Isso porque eles tentam, mas não conseguem, associar meu nome a qualquer caso de corrupção, então eles atacam a minha vida privada. Vale lembrar que em ano eleitoral, ataques como esses são comuns. Especialmente quando se é pré-candidato a governador”, o senador escreveu nas redes sociais.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE