Bahia: Pastor morto em tiroteio fazia parte de quadrilha de roubo de carros
Pastor Mário Sales foi morto em tiroteio.

Pastor Mário Sales foi morto em tiroteio.

Um dos quatro suspeitos mortos pela polícia durante um tiroteio na BR-324 nesta quinta-feira (17) era o pastor Gilmário Sales Lima, 25 anos. Segundo a Polícia Civil, ele e os outros três baleados faziam parte da quadrilha especializada em tráfico de drogas e roubo de veículos. Ainda segundo a polícia, o pastor, conhecido pela comunidade como Mário Sales, costumava fazer pregações em bairros periféricos de Feira de Santana, a cerca de 115 quilômetros de Salvador, para despistar seu envolvimento com o crime. O grupo foi detido em um trecho da BR-324 próximo ao distrito de Humildes. Eles reagiram à prisão e foram atingidos durante o confronto. Enderson Almeida de Souza Matos, o “Rabicó”, de 23 anos, líder do bando, portava uma pistola 9 mm, de fabricação filipina, enquanto Gilmário, Geisivam Cristiano Dias Brito, 26, e Fábio Almeida Silva, 24, estavam armados com revólveres de calibre 38. O quarteto foi levado ao Hospital Regional Clériston Andrade, onde morreram ainda ontem. Uma das vítimas da quadrilha reconheceu o pastor como o homem que assaltou seu veículo recentemente. A mãe de Gilmário também afirmou à polícia que seu filho circulava com veículos novos pela cidade sem explicar a procedência dos carros para ela. Nesta sexta-feira (18), o Departamento de Polícia Técnica (DPT), está periciando um carro roubado pelo grupo, modelo Fiat Punto, e outro veículo da Peugeot, clonado pelo grupo. As quatro armas encontradas com o grupo também estão sendo periciadas. (Correio)

COMPARTILHE