BAHIA: ZÉ NETO DIZ QUE IRMÃOS VIEIRA LIMA ‘VÃO ACABAR DESAPARECENDO DA POLÍTICA’
"Nenhum dos dois se configura como ameaça"

“Nenhum dos dois se configura como ameaça”

O líder da maioria na Assembleia Legislativa, Zé Neto (PT), criticou, em contato com o Bahia Notícias, a declaração do presidente estadual do PMDB, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, de que “os petistas querem transformar a UPB [União dos Municípios da Bahia] em UPT”. De acordo com o governista, o adversário político “tenta maquiar” a candidatura do prefeito de Andaraí, Wilson Cardoso (PSB) – oponente da gestora de Cardeal da Silva, Maria Quitéria (também do PSB, mas com aval do PT), para comandar a entidade –, para que pareça de oposição. “Nenhum dos dois se configura como ameaça. Pelo contrário, eles têm declarado que a vitória ou derrota não será atribuída ao governo”, opinou. Segundo Zé Neto, o líder peemedebista e o seu irmão Geddel, vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, precisam “tomar cuidado” não só com o futuro político do partido, mas com o deles mesmos. “Vão acabar destruindo o PMDB por falta de protagonismo. Se eles pensam que vai acontecer com [ACM] Neto [prefeito de Salvador] o mesmo que aconteceu com João Henrique, que eles deram apoio e tomaram a prefeitura, não vão conseguir. Lúcio faz política o tempo todo na ponga. Quais os projetos dele para a Bahia? Que recursos tem trazido para o estado? Qual o legado que Geddel deixou do Ministério da Integração? Era melhor que e gastassem mais energia em Brasília para a Bahia”, questionou o deputado. Para a eleição desta quarta-feira (23) na UPB, não houve registro de postulantes ligados a partidos de oposição.

Fonte: Bahia Noticias

COMPARTILHE