Contra o impeachment, Evanildo Costa promete: ‘Se houver golpe, criaremos problema’
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) está presente no Farol da Barra para os protestos contra o impeachment da presidenta Dilma, neste domingo (17). O diretor estadual do grupo, Evanildo Costa, é um dos participantes do movimento. Para ele, caso haja um ‘golpe’, o movimento criará ‘problemas’ nas ruas do país. “Se houver um golpe nesse país, não será de forma pacífica. Nós iremos para a rua, vamos criar problema. Não pode. Pessoas corruptas cassarem uma presidenta eleita democraticamente e ser acusada de um crime que não cometeu”, disse o manifestante, em entrevista ao Bahia Notícias. De acordo com Costa, a saída de Dilma da presidência é um ‘retrocesso’ para o país, e o MST está ao lado dos brasileiros na defesa da democracia. (Francis Juliano / Matheus Caldas/Bahia Noticias).

COMPARTILHE