Feira de Santana: Preso suspeito de soltar rojão que matou cinegrafista no Rio

20140212060521803665a

O suspeito de acender e soltar o rojão que matou um cinegrafista durante protesto no Rio de Janeiro foi preso na madrugada desta quarta-feira (12/2), segundo informações do G1. O auxiliar de serviços Caio Silva de Souza, 23 anos, foi encontrado, sozinho, em uma pousada em Feira de Santana (BA). Foragido desde que a Justiça expediu seu mandado de prisão temporária, o jovem não ofereceu resistência ao ser cercado pela polícia. Nessa terça-feira, a polícia havia divulgado a foto do suspeito e desde então ele era procurado. Segundo a polícia, é Caio quem aparece nas imagens registradas por fotógrafos e cinegrafistas usando calça jeans e camisa cinza. Durante uma manifestação contra o aumento das passagens de ônibus no Centro do Rio, na quinta-feira (6/2), o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Ilídio Andrade, 49 anos, gravava imagens quando foi atingido na cabeça pelo rojão. Ele teve morte cerebral na segunda (10/2), depois de passar quatro dias em coma no Hospital Souza Aguiar. Caio Silva de Souza e Fábio Raposo foram indiciados por homicídio doloso qualificado por uso de artefato explosivo e crime de explosão. Se forem condenados, podem pegar até 35 anos de prisão. (G1).

COMPARTILHE