MOTORISTA DE ÔNIBUS ESTAVA EM ALTA VELOCIDADE EM ACIDENTE QUE MATOU CINCO
Ônibus da BTU seguia para Camaçari, e o da União fazia a linha Campo Grande - Colina Azul.

Ônibus da BTU seguia para Camaçari, e o da União fazia a linha Campo Grande

Cinco pessoas morreram e 11 ficaram feridas em um acidente envolvendo dois ônibus na tarde de ontem. Os ônibus bateram de frente na pista exclusiva para coletivos na Avenida Antônio Carlos Magalhães. Segundo testemunhas, o motorista do ônibus União (linha Colina Azul-Campo Grande) estava em alta velocidade quando perdeu o controle do veículo, invadindo a pista contrária.A via apresenta buracos no asfalto. O motorista Carlos Bernardo de Jesus ficou ferido e foi levado para um hospital particular. O condutor do coletivo da BTU (linha Lapa-Monte Gordo), Fernando Gomes de Oliveira, 34 anos, sofreu ferimentos leves. Todos os 11 feridos foram levados para o HGE, sendo que a maioria em estado grave.

Feridos recebem primeiros atendimentos ainda na via exclusiva

Feridos recebem primeiros atendimentos ainda na via exclusiva

 “Meu irmão está muito machucado no rosto e provavelmente terá que passar por uma cirurgia”, afirmou a pedagoga Alice Ferreira, irmã do jornalista Getúlio Ferreira, 50, que seguia para o trabalho. Quatro pessoas morreram no local e a quinta vítima após ser socorrida. Até ontem à noite, os cinco mortos — duas mulheres e três homens — não tinham sido identificados.

A via exclusiva apresenta buracos e tem velocidade máxima de 40 km/h

A via exclusiva apresenta buracos e tem velocidade máxima de 40 km/h

Os  corpos foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal Nina Rodrigues. O secretário municipal de transportes, José Carlos Aleluia, acompanhou o trabalho de resgate. Segundo ele, a via exclusiva, que funciona em mão inglesa, é segura. A velocidade máxima no local é de 40 km/h. “As causas têm que ser investigadas. Houve algo errado. É fácil perceber que não havia motivo para o acidente”. Fonte: Correio

COMPARTILHE