PELA PRIMEIRA VEZ, RUI COSTA ADMITE QUE RETORNO DAS AULAS EM 2020 É ‘POUCO PROVÁVEL’

Foto: Paula Froes/Govba

Após prorrogar até o próximo dia 17 o decreto de suspensão das aulas presenciais na rede pública da Bahia (veja aqui), o governador Rui Costa (PT) admitiu que são baixas as chances de liberação dessas atividades ainda esse ano. “Agora eu estou achando pouco provável porque a segunda quinzena é Natal, Réveillon, não faz sentido”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias, na manhã desta quarta-feira (2).

Embora o raciocínio seja lógico, é a primeira vez que o governador reconhece essa dificuldade, uma vez que o decreto foi sendo prorrogado continuamente, seguido do discurso de preparação da estrutura pública para garantir segurança à toda a comunidade escolar em meio à pandemia. De acordo com Rui, o novo aumento do número de casos de coronavírus, impulsionado pelas aglomerações em festas e campanhas políticas, prejudicou os planos de retorno das aulas.

“Espero que durante esse mês de dezembro a gente possa voltar a ver o recuo da doença e, eventualmente, voltar no início do ano”, acrescentou, ao falar com o BN durante a cerimônia de transmissão de cargo do 2º Distrito Naval, no Comércio.

COMPARTILHE