PROTESTOS EM ILHÉUS TAMBÉM ATINGEM WAGNER

Wagner ouviu coro de “traidor” de pequeno grupo de educadores em Ilhéus (Foto Pimenta).

Servidores da Prefeitura de Ilhéus e funcionários do Hospital São José protestaram e pediram socorro a Jaques Wagner para receber salários de setembro e outubro, ontem, na visita do governador ao município sul-baiano, onde inaugurou o Departamento de Polícia Técnica e o Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus, além de assinar ordem para licitar obras de infraestrutura no valor de R$ 98 milhões. Uma comissão de servidores públicos foi pedir ao governador intervenção para que a Justiça baiana libere cerca de R$ 3,5 milhões bloqueados desde setembro, segundo o presidente do Sinsepi, Lu Machado. Já os funcionários do São José, da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus, pediam a intervenção do Estado, via Secretaria de Saúde, para que sejam regularizados os pagamentos de salários atrasados há quase três meses. Mas o governador enfrentou também manifestação de pequeno grupo de educadores. Professores gritavam palavras de ordem como “traidor” e exibiam cartazes mostrando insatisfação com a condução da greve dos profissionais do magistério da rede estadual. A categoria parou por 115 dias em meados deste ano. Um dos cartazes dizia “Minha educação não é privada, mas o governo (sic) ta c$ga$ndo nela”. A polícia fez cordão de isolamento, separando manifestantes e comitiva das autoridades. Não houve incidente. Fonte: Pimenta

COMPARTILHE