ATUAL PREFEITO DE GRANJEIRO E SEU PAI SÃO PRESOS EM OPERAÇÃO QUE INVESTIGA MORTE DE EX-GESTOR

 Foto: Antônio Rodrigues/SVM

O atual prefeito da cidade de Granjeiro, no interior do Ceará, e seu pai foram presos nesta quarta-feira (15) suspeitos de participação na morte do João Gregório Neto, ex-prefeito do município. João Gregório foi assassinado em dezembro de 2019, quando ainda exercia o mandato de chefe do executivo municipal. O G1 entrou em contato com a prefeitura de Granjeiro, mas ainda não obteve resposta sobre a prisão do gestor municipal.

Além das prisões já efetuadas, a Polícia Civil do Ceará cumpre mais 15 mandados de busca e apreensão e 10 de prisão preventivas e domiciliares contra suspeitos de participação na morte de João Gregório. A operação acontece em Fortaleza, Crato, Juazeiro do Norte, Granjeiro e Salgueiro, em Pernambuco. O atual prefeito Ticiano da Fonseca Félix foi preso e também foi afastado do cargo. Seu pai, Vicente Félix de Sousa, e um policial militar também foram presos nesta quarta.

Segundo as investigações, o PM seria o articulador do crime. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da Comarca Vinculada de Granjeiro, após representação da Autoridade Policial e incontinente apoio do Ministério Público, que também forneceu elementos que demonstraram o uso da máquina pública para constrangimento e coação de testemunhas.

A ofensiva segue em andamento e conta com mais de 60 policiais civis. Participam da operação o Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI/SUL) e a Delegacia Regional de Crato (DRPC/Crato), com apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE).

MORTE DE PREFEITO

João Gregório Neto foi assassinado (Lembrar) a tiros na manhã do dia 24 de dezembro de 2019, enquanto caminhava próximo à parede do Açude do Junco.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), equipes da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, da Regional de Iguatu e do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul da Polícia Civil, trabalharam em conjunto para identificar e localizar os possíveis suspeitos.

Policiais de Cariús, Cedro, Iguatu, Juazeiro do Norte e Várzea Alegre também foram mobilizados para prestar assistência durante as investigações. As informações são do G1

COMPARTILHE