Brasil: 61% acham que rejeição das contas é motivo para impeachment de Dilma
Presidente Dilma Rousseff l Foto: André Dusek / Estadão

Presidente Dilma Rousseff l Foto: André Dusek / Estadão

Entre os brasileiros que acompanham ou ouviram falar sobre o julgamento das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff pelo Tribunal de Contas da União (TCU), 61,3% consideram que o parecer da corte sugerindo a rejeição das contas é motivo para o impeachment da petista, mostra levantamento divulgado nesta terça-feira, 27, pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) em parceria com a MDA Pesquisa. Segundo o levantamento, 33 8% dos entrevistados não consideram a rejeição como motivo para afastamento de Dilma. Outros 4,9% não souberam ou não responderam. A pesquisa mostra ainda que, entre os entrevistados que acompanham ou ouviram falar do julgamento do TCU, 56,1% consideram que o Congresso Nacional vai reprovar as contas da presidente do ano passado. Para 30,9%, deputados e senadores vão aprová-las. Os que não sabem ou não responderam totalizaram 13%. A CNT e a MDA não questionaram os entrevistados se eram a favor ou contra o impeachment de Dilma, como no levantamento divulgado em julho, quando 62,% disseram ser a favor, 32,1% contra e 5,1% não souberam responder. O levantamento da MDA feito a pedido da Confederação Nacional dos Transportes ouviu 2.002 pessoas, em 136 municípios de 24 unidades federativas. A pesquisa foi feita entre os dias 20 e 24 de outubro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança. Isso significa que, em 100 pesquisas feitas com a mesma metodologia, 95 terão resultados dentro da margem de erro prevista pelo instituto. (Estadão).

COMPARTILHE