Brasil: Bicudo e Reale protocolam novo pedido de impeachment
Presidente Dilma Rousseff l Foto: André Dusek / Estadão

Presidente Dilma Rousseff l Foto: André Dusek / Estadão

O jurista Miguel Reale Jr, ex-ministro do governo Fernando Henrique Cardoso, e o ex-petista Hélio Bicudo foram nesta quinta-feira, 15, ao 4º cartório de notas na capital paulista para protocolar um novo pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. O cartório recebeu Janaina Paschoal, advogada que também assina a peça. O procedimento, acompanhado pelo líder do PSDB na Câmara Carlos Sampaio (SP), é um reconhecimento das assinaturas dos protocolantes antes de o pedido ser levado à Casa. Sampaio informou que um assessor dele e a filha de Bicudo levarão o pedido amanhã para Brasília. Reale Jr voltou a reclamar do que chamou de interferência do Supremo Tribunal Federal sobre o regimento da Câmara, com as liminares que travaram o rito que havia sido acordado com o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele lembrou que houve um pedido de impeachment contra FHC em que houve recurso ao plenário e que, portanto, não vê nenhum problema nesse rito. “Não há nada de mais. O que há de mais é invasão do Supremo em coisas internas do Poder Legislativo”, afirmou o jurista. Ele explicou que o novo pedido é o mesmo texto do pedido anterior, apenas incluindo a questão de as pedaladas fiscais terem continuado em 2015, segundo informações de um procurador do Ministério Público de Contas do Tribunal de Contas da União. “É uma ilogicidade exigir que se faça aglutinação dos textos que estão justapostos, mas já que se exigiu isso, se vai fazer isso. É apenas uma reordenação, um recorta e cola. Nós, com grande esforço intelectual, entregamos um recorta e cola, mas não muda nada”, afirmou. (Estadão).

COMPARTILHE