Preso, filho de ex-deputado recebe autorização para passar dez dias no Caribe
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.2lsUrUxUKa

Foto: Reprodução/TV AM

Apesar de cumprir pena de nove anos, em regime semiaberto, por homicídio, o filho de um ex-deputado do Amazonas poderá passar dez dias no Caribe, com autorização judicial. Raphael Wallace Souza, filho do ex-parlamentar Wallace Souza, recebeu o aval do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-AM), e poderá viajar para à Ilha de Margarita, na Venezuela, que faz parte do arquipélago caribenho. O pedido foi feito em janeiro deste ano a Vara de Execuções Penais de Manaus, onde consta que o detendo passará dez dias em um resort junto com a mãe. O Ministério Público do Amazonas deu um parecer favorável à viagem, com a contrapartida de que os dias sejam descontados do período de saída temporária que os integrantes do regime semiaberto tem direito. “A saída temporária deve ser concedida para cumprimento na mesma localidade onde a pena está sendo executada, entretanto, excepcionalmente, há a possibilidade de deferimento para o apenado ausentar-se da Comarca com o intuito de convívio sociofamiliar”, justificou o promotor de Justiça Marco Aurélio Lisciotto no parecer, aceito pelo juiz Luís Carlos Honório de Valois. Em junho de 2012, Raphael Wallace Souza foi condenado por assassinar um suspeito de tráfico de drogas em 2007. O pai de Raphael, o ex-deputado Wallace Souza, foi cassado e preso em outubro de 2009 por suspeita de encomendar mortes para exibir em um programa de televisão que apresentava com os irmãos, e por suspeita de comandar uma organização criminosa no Amazonas. Ele também era suspeito de formação de quadrilha, posse ilegal de arma e associação para o tráfico de drogas. Wallace morreu em 2010, vítima de uma parada cardíaca. Informações do G1.

COMPARTILHE